© - Copyright - ©

Copyright - © As fotos e os textos de Eliéser Baco aqui publicados têm Todos os Direitos Reservados pela Lei 9610/98- ©

quarta-feira, 22 de maio de 2013

O corpo - 19/02/2008

Desintegro-me por empatia. Ouço o vinho de Charles, vejo a alma de Polly, rasgo os filetes do tempo e amplio-me. Desisto por instantes ao ver a multidão consumida, como sumida, com sua úmida abertura intensificando o sumo do movimento do músculo que faz reproduzir mais... consumo.

Refaço-me ao conhecer Artur na esquina do quarto andar com as asas de ninfas suburbanas.

Ouço o pulsar ensanguentado da arte perdendo-se no chip bancário, e o mestre acadêmico ancora esse pesar com pinturas e poemas de belas épocas.

Escambos de salivas vem a mente, quem sabe o amor verdadeiro um dia, mais a frente .

Arte, sonho real arejado nas margens do melhor do solo, solo inesquecível, do templo maior de tudo, a alma.

19 de fevereiro de 2008 - Texto para a faculdade de Letras, disciplina "Produção de texto".

sábado, 18 de maio de 2013

Martin & Lewis

Ainda que os filmes com os astros Dean Martin e Jerry Lewis tenham terminado em 1956, vinte e dois anos antes do meu nascimento, eles fizeram parte da minha infância. Eu simplesmente adorava quando descobria  que iria passar um filmes deles no dia seguinte. Eu não perdia por nada. Aqui fica um registro que encontrei no "youtube", com algumas imagens ancoradas por uma bela canção.


E um mês depois...

o mar retorna ao oceano.

Não foi apenas uma grande onda forte. Todo o mar veio de encontro.
Toda uma manifestação se formou diante do céu e tombou diante das cabeças. E ela se foi...

.........

Um pedido sempre é relevante. Ainda mais quando é feito por uma pessoa única. E a simetria se dá quando um pedido relevante, feito por uma pessoa singular, o faz, com música. Repleta a satisfação dos olhos ao mirar o mundo, ao mirar um mundo, ao mirar todo um oceano de sentir que cabe no meu mundo.

.........

A criança pediu e o tio postiço atendeu. Ele sorriu vendo o sorriso dela. E os dois caminharam de mãos dadas na rua, sorrindo e um cuidando do outro. Nas palavras dela, ela cuida dele. Então tá! E um pedaço de mar banhou os corações.

........

Um mar retorna ao Pai.
Uma tempestade envolve por completo o coração de um homem.
Um ciclone leva um tio postiço pelas ruas, a sorrir.
  
Ocorreu um erro neste gadget

Bebedouro

"Ainda não consigo ter pena quando o mal encontra em nós, bebedores de sangue, o dia da desforra. Ainda não consigo perdoar aquilo que eu nunca faria para outra pessoa com tanta frieza, dissimulação e carisma nos olhos. Está aí prontamente a distinção de parte do que fui feito nas décadas, da maré que me fez derrubar o sangue alheio na minha realidade. Sombrias formas de olhar caminhos cruzados, ácido que sai nas linhas e na voz quando o cansaço encontra a raiz para a paz momentânea, e os nossos ossos só querem ferir, proteger os nossos e ferir quem atinge ideais, história sã e a nossa verdade. Nossa realidade por vezes má, confesso"

Eliéser Baco - direitos reservados na Biblioteca Nacional