© - Copyright - ©

Copyright - © As fotos e os textos de Eliéser Baco aqui publicados têm Todos os Direitos Reservados pela Lei 9610/98- ©

sábado, 18 de maio de 2013

E um mês depois...

o mar retorna ao oceano.

Não foi apenas uma grande onda forte. Todo o mar veio de encontro.
Toda uma manifestação se formou diante do céu e tombou diante das cabeças. E ela se foi...

.........

Um pedido sempre é relevante. Ainda mais quando é feito por uma pessoa única. E a simetria se dá quando um pedido relevante, feito por uma pessoa singular, o faz, com música. Repleta a satisfação dos olhos ao mirar o mundo, ao mirar um mundo, ao mirar todo um oceano de sentir que cabe no meu mundo.

.........

A criança pediu e o tio postiço atendeu. Ele sorriu vendo o sorriso dela. E os dois caminharam de mãos dadas na rua, sorrindo e um cuidando do outro. Nas palavras dela, ela cuida dele. Então tá! E um pedaço de mar banhou os corações.

........

Um mar retorna ao Pai.
Uma tempestade envolve por completo o coração de um homem.
Um ciclone leva um tio postiço pelas ruas, a sorrir.
  
Ocorreu um erro neste gadget

Bebedouro

"Ainda não consigo ter pena quando o mal encontra em nós, bebedores de sangue, o dia da desforra. Ainda não consigo perdoar aquilo que eu nunca faria para outra pessoa com tanta frieza, dissimulação e carisma nos olhos. Está aí prontamente a distinção de parte do que fui feito nas décadas, da maré que me fez derrubar o sangue alheio na minha realidade. Sombrias formas de olhar caminhos cruzados, ácido que sai nas linhas e na voz quando o cansaço encontra a raiz para a paz momentânea, e os nossos ossos só querem ferir, proteger os nossos e ferir quem atinge ideais, história sã e a nossa verdade. Nossa realidade por vezes má, confesso"

Eliéser Baco - direitos reservados na Biblioteca Nacional